Zen imaginação

05 Jul 2019
10:00 - 12:00
Espaço Fusão

Zen imaginação

Poderá a nossa imaginação ser estimulada e renovada pela meditação? Será que permanecermos sentados e imóveis durante bastante tempo trará algo de novo ao que imaginamos? E, no caso específico da meditação Zen, se o fizermos de olhos abertos e vivos, isso não afastará todas as imagens que pululam cá dentro e que estamos ansiosos que se mostrem? Ou seja: poderá a nossa imaginação ser beneficiada e mesmo necessitar de um tempo onde, aparentemente, parece não existir imaginação alguma?

Esta parece uma daquelas questões improváveis e desafiadoras que num evento como este fica sempre bem colocar… Mas, mais que a resposta, o importante é ver-mos se tal é possível e, mais que isso, se realmente assim é. E este “Ver-mos” aqui não é apenas figura de estilo mas literalmente a proposta da conversa inicial desta atividade e da meditação que se lhe segue…

Na conversa falaremos deste encontro improvável da meditação Zen com a imaginação ao qual depois serão convidados a experimentarem a meditação Zen algures num recanto tranquilo nos jardins do Palácio de Cristal. Mas deixo-vos uma pista: Por vezes imaginação não é só procurar imaginar e querer que ela nos responda, satisfazendo-nos pura e simplesmente com novas imagens e ideias que nos surpreendam.

Talvez imaginar necessite de um tempo sem tempo onde, aparentemente, não se precise de mostrar – como se fosse um repouso, um sono da imaginação – como o sono que necessitamos todas as noites para acordarmos novos e de novo para o dia seguinte. Talvez a meditação permita um tempo diferente, tranquilo e indefinível de onde a nossa imaginação possa finalmente transbordar sem o constrangimento dos nossos velhos hábitos… Talvez seja preciso não imaginar primeiro para que a nossa imaginação possa…

A sessão estará dividida em dois momentos, sendo o primeiro destinado a uma abordagem teórica e o segundo à prática da meditação.

CLIQUE AQUI PARA SE INSCREVER

Lotação limitada aos lugares existentes.